terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Dos beijos na boca


Enquanto mãe, não gosto de teorias, nem de seguir gurus, livros e instruções. Deixo-me levar literalmente pelos acontecimentos. Não sou rígida nem de ideias fixas.

Nunca gostei muito de ver pais e filhos darem beijos na boca. Sabem como é: teorias pré-maternidade. Por isso, nunca promovi esse hábito. No entanto, há um tempo, o Simão em determinadas ocasiões, gosta de me dar beijos na boca (normalmente em momentos de maior carinho). Decidi não o recalcar: se ele se sente bem assim a dar estas demonstrações de carinho, por mim tudo bem. Nunca sou eu a dar o primeiro passo, mas quando ele quer dar, aceito e retribuo de bom grado. A minha teoria é promover o bem-estar dele, independentemente do que dizem os outros ou a sociedade. 

E não me venham com questões de higiene. Quando as mesmas pessoas que criticam beijos na boca, são aquelas que quando a chucha caía ao chão, a punham à boca antes de a dar novamente à cria. 

4 comentários:

Jo disse...

Não sou mãe mas concordo contigo: para já não sou "adepta" da coisa, apesar de não criticar quem faz. Quando tiver filhos... logo se vê ;)

Cantinho da Bê disse...

Eu cá nestas coisas acho que cada um sabe de si e deves seguir sempre a tua intuição materna - de certeza que farás sempre o melhor.
Bom ano minha querida!

Saltos Altos Vermelhos disse...

Subscrevo e sou igualzinha :)

Feliz Ano Novo 2015

Moa disse...

Eu criticava e agora tb os dou! Para a próxima estou caladinha...feliz 2015