quinta-feira, 21 de novembro de 2013

O que mudou


As pessoas ficam marcadas a ferro com o cancro e independentemente do desfecho, mudam para sempre. Mudanças pequenas quase imperceptíveis mas bem presentes. Eu mudei muito com a doença do meu pai. E sei que isso afastou algumas pessoas, que por vezes deveria voltar ao que era, mas não consigo.

Sinto-me mais intolerante, mais insensível. Não me compadeço facilmente com o mal dos outros. Chateiam-me pessoas que se queixam por dorzinhas. Não consigo animá-las. Não consigo fazer conversa de preocupada.

Mas também sou assim comigo própria. Não consigo lamentar-me como o fazia antes. Mesmo agora com o mioma enorme, as pessoas por vezes começam com ladainhas porque posso ficar sem sistema reprodutor, blablabla a desgraça. Mas não posso queixar-me, não consigo lamentar-me. Tenho um tumor, sim. Mas é benigno! E tenho que sorrir porque se fosse maligno isso sim é que era uma desgraça.

E deixei de conseguir chorar. E tenho saudades de chorar copiosamente (pronto agora é que me chamam maluca). Chorar sempre serviu como um escape. A tensão acumulava e chegava a um ponto em que libertava tudo através das lágrimas e pronto ficava bem e seguia em frente. Era um processo natural. Agora não. Desde o período mais negro do luto pelo meu pai só chorei uma vez. Quando fui para o hospital ter com o meu filho que estava em observações. Sinto falta de chorar. Mas existe um bloqueio em mim que me impede de o fazer.


Há quem diga que sou mais fria. Mas não consigo mudar esta maneira nova de ser. Preocupo-me realmente com as pessoas mas quando os problemas das pessoas me tocam mesmo.

9 comentários:

Sónia disse...

Tem coisas que nos mudam para sempre quer a gente goste ou não.
Beijo grande

Maria disse...

Sim o cancro afeta muito as pessoas, as que o têm e as que as rodeiam...em casa lutamos com ele há quatro anos, o meu marido já teve dois de seguida...mas temos duas crianças de sete e dez anos...não podemos deixar que a sua vida sofra alterações radicais e temos de promover a felicidade que merecem no seu dia a dia...talvez por isso...apesar de os nossos corações sofrerem e temerem as nossas atitudes não tenham mudado muito e se mudaram foi, ao contrário para aproveitar cada momento ainda mais...mas não não é fácil!
Bjs
Maria

Ana Santos disse...

Cada palavra que aqui escreveste faz me sentir igual a ti, não consigo ser branda com pessoas que passam a vida a queixar se de tudo e de todos, estou mais intolerante com pessoas que nao mereçem o meu sorriso...
subscrevo as tuas palavras
beijinhos

Miss L. disse...

Ola querida. Tb eu me sinto mt mais fria...nao tenho paciencia para dores de cabeças dos outros, depressoes por motivos amorosos...etc...apesar de nao saber bem pq me tornei assim...talvez a vida e a maternidade sejam as responsaveis.
Bjoka

Miss L. disse...

Pensando bem foi a maternidade e o facto de algumas pessoas não se preocuparem com a mh filha cm eu acharia q se iriam preocupar...bj

SQ disse...

Gosto muito de te vir ler, mas nunca comentei e é a primeira vez!
Acho que é normal que há pessoas q se afastem nas horas dificeis e digo-te que é bom para ti que tenhas essa capacidade de não querer e não conseguir voltar a ser "a mesma" para com elas. Quem não tá aqui para nós qdo mais precisamos não nos fazem falta qdo n precisamos de grandes cuidados!
Qto a tua frieza, eu ainda nao passei pelo q passaste, mas tenho um amigo, que lhe aconteceu o mm q a ti, e acredita, para ele as dores dos outros já n lhe tocam mto, só mm as que o tocam, pk a dor daquela perda tb é enorme e uma parte de nós vai com quem partiu!

Um beijinho grande e que os proximos 30 anos sejam cheios de sucessos e amor!
C.A.

Portuguese Girl With American Dreams disse...

gostei muito do teu blog! Estou a seguir-te:) Passa pelo meu, espero que gostes:)

Marta Fonseca disse...

Deixo aqui o meu site, para começarem a participar, prometo escrever todos os dias dos mais variados assuntos, amor, dinheiro, felicidade, saude, espero que alinhem , quero ouvir as vossas respostas e opinioes, obrigada comecem por ir la publicar os vossos proprios sites ou blogs para eu acompanhar. Marta fonseca

Martasantosfonseca.jimdo.com

Marta Fonseca disse...

Deixo aqui o meu site, para começarem a participar, prometo escrever todos os dias dos mais variados assuntos, amor, dinheiro, felicidade, saude, espero que alinhem , quero ouvir as vossas respostas e opinioes, obrigada comecem por ir la publicar os vossos proprios sites ou blogs para eu acompanhar. Marta fonseca

Martasantosfonseca.jimdo.com