quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A inveja

A inveja (real, cruel e mesquinha) é algo de incompreensível para mim. Como pode haver pessoas que vivem satisfeitas com o mal dos outros? Sendo que na maioria das vezes esses outros, são pessoas próximas, amigas, colegas ou até familiares?!

Não acho que a felicidade de uns prejudica a felicidade dos outros. Se todos viverem bem e conseguirem concretizar os seus sonhos, melhor! Vive-se num ambiente estável e feliz. Se os outros têm mais ou melhor do que nós, deveríamos alegrar-nos porque não têm de passar pelas dificuldades que nós atravessamos. Não percebo como é que o bem dos outros faz tão mal a certas pessoas. Ou eu sou uma ingénua, mas vivo feliz pela felicidade alheia, e sofro as penas dos outros.

Essas pessoas mesquinhas sim é que mereciam passar por certas coisas. E perceber que se o outro ostenta um carro melhor, é que se calhar trabalha mais horas para isso. Que se consegue uma promoção no trabalho é porque se esforçou diariamente para a conseguir, etc...

Há pessoas que deveriam realmente aprender que ganham mais em sugar e viver a felicidade dos/ com os outros do que a viver numa núvem negra de inveja sem sentido.

21 comentários:

Sandrinha disse...

Parece que leste os meus pensamentos! Não podia concordar mais contigo! Perfeito mesmo!

Beijinhos e muitas felicidades!

Conto de Fadas disse...

Pois... como te entendo...

Cláudia disse...

Penso que o último parágrafo acaba por dar essa resposta. São os sangue-sugas desta vida e cuja felicidade alheia (por mais simples e básica que seja) lhe corroi a alma e os deixa secos por dentro.
Acho que, infelizmente, todos nós acabámos por conhecer pelo menos uma pessoa assim. O segredo é ter a força de carácter suficiente para não nos vergarmos e ficarmos, também nós, doentes desse mal.

Cláudia disse...

Penso que o último parágrafo acaba por dar essa resposta. São os sangue-sugas desta vida e cuja felicidade alheia (por mais simples e básica que seja) lhe corroi a alma e os deixa secos por dentro.
Acho que, infelizmente, todos nós acabámos por conhecer pelo menos uma pessoa assim. O segredo é ter a força de carácter suficiente para não nos vergarmos e ficarmos, também nós, doentes desse mal.

Marta Pinto de Miranda disse...

infelizmente há quem realmente não possa viver com a felicidade alheia mas tb n procura a felicidade própria! enfim! mundo pequeno para tanta gente cruel! E pensava eu que cada um cuidava da sua vida...=/

um beijinho*
marta

marcasporamor.com

Karina sem acento disse...

Concordo a 100%! Não diria melhor :)

Sexy na Cidade disse...

mas ha muuita gente assim....!

Maria

Opinante disse...

Ui diz-me cá!!!

PrincesSu disse...

Bolas... parece que era eu a escrever o texto...

É que é tal e qual...

Como te compreendo!!!

Tsuri disse...

Totalmente de acordo.
beijinhos

Dina disse...

É verdade: é incrível o número de pessoas que gozam mais as desgraças dos outros do que as suas próprias vitórias!

Devaneios.de.mestra disse...

Concordo plenamente. E dou um exemplo, uma grande amiga minha conseguiu ir trabalhar para um banco, que ela nem queria mas que é o meu sonho ;).. Fiquei feliz por ela como se fosse comigo. e o quanto eu gostava de estar no papel dela,e sempre que ela diz que não gosta de estar lá eu digo para ela estar calada :)

Joa disse...

bem verdade, infelizmente tenho sentido isso na pele.... enfim
bjs

*C*inderela disse...

concordo inteiramente contigo. há imensa gente que gasta tanta energia a invejar a vida dos outros que se esquecem de lutar pelos seus objectivos. isso faz-me imensa confusão. quando noto invejas afasto-me logo. é mal para a pessoa que se preocupa demais com a vida dos outros e para a pessoa em questão.

bjokas

AmArte disse...

A inveja é um sentimento muito feio de que ninguém se pode orgulhar,acho até que quem é invejoso não é feliz. A inveja corrói as pessoas por dentro. A vida é para sorrir pelo que temos e para fazermos os outros felizes também :)

Beijinho

Cor de Rosa Choque disse...

Grande verdade:)

Joana disse...

Não é por me alegrar com a desgraça dos outros, mas é reconfortante saber que não sou a única a quem estes pensamentos ocupam a cabeça :) Neste momento estou a lidar com algo do género, e infelizmente vem mesmo de uma pessoa próxima. Vá-se lá entender.
Acho que alegrar-se pelas vitórias dos outros e lamentar os seus problemas não é ingenuidade, é apenas a vida emocional como ela deve ser. Acho eu :)

Moa disse...

Conheço tanta gente que vive mal com as alegrias dos outros...que praga!

Guinhas disse...

Há tanta gente que SÓ se alimenta desses sentimentos...inclusivamente passam mais tempo a faze-lo do que a reparar em si próprios!
Get a life!

André Marques disse...

Inveja, cruel e mesquinha, mata por dentro, não deixa que a pessoa viva por si mesma. Sentimentimento dipensável a todo ver!

Sandrinha disse...

Totalmente de acordo! Essas pessoas invejosas nunca são verdadeiramente felizes, enfim, pode ser que um dia aprendam!