sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Mãe facebookiana


Se há uma espécie que me mete confusão são as mães-galinhas. Estou a falar daquelas mesmo muito super-protectoras (em doses normais, ser mãe-galinha é totalmente saudável). E agora têm uma ferramenta que lhes facilita muito a vida: o facebook.

Há muitas mães que são amigas dos filhos adolescentes no facebook. Até aí tudo bem. O pior é a atitude que tomam: fazem questão de se ligar de propósito à rede só para ver o que está a acontecer com os seus filhos, é colocar likes em tudo o quanto é fotos e entradas deles, é colocar comentários nas fotos do tipo «que lindo que é o meu ursinho lindo», é fazer comentários poucos simpáticos e públicos quando os filhos dizem que vão participar num certo evento ou fazem like numa página mais polémica. E depois à noite discutem com eles aquilo que acontece na sua página.

Mas alguém suporta isto? Os filhos são seres em pleno crescimento, que estão a criar uma personalidade própria, com vontades e opiniões próprias, inseridos num grupo próprio, e que, queiramos quer não, se quer afastar um pouco das asas das mães. Aconteceu a todos nós em certa altura, num grau mais ou menos intenso. Até eu me revolto com certos comentários de mães em páginas de adolescentes quanto mais eles.

Só acho que em vez de ser um modo de se aproximar, torna-se um meio de se afastar e de conflito entre gerações. Quem não for capaz de ler/ ver e calar, penso que vale mais nem ser amigo do filho no facebook. Claro que há casos e casos. Quando se trata de conteúdos deveras preocupantes para a segurança da criança, acho normal falar-se EM CASA disso com ele. Chamar-lhe a atenção para certos riscos. Mas deixá-los ser livres e eles próprios, sem vergonha...

12 comentários:

Fashionista disse...

eu não corro esse risco! Sou super descontraída.
Nós damos as bases aos filhos e a partir daí há que deixá-los crescer e seguir o seu rumo!

Tsuri disse...

Concordo plenamente e acho que a Fashionista utilizou a melhor expressão e método. Acho que é mesmo assim que deve ser.
beijinhos Dina

Opinante disse...

Ai ainda bem que alguém tem a minha opinião!
Acho que os adolescentes devem ter o seu espaço, e ter a mãe como "amiga" não facilita em nada as coisas!
Por exemplo, eu quando fui para a Universidade, tinha o famoso hi5, ora lá havia de tudo desde comentários a fotos de festas e festarolas que, a mãe, não tem interesse nenhum em saber! E fui feliz assim! Agora olho para o meu irmão, 18 anos, ele tem facebook, e a minha mãe também.. quer dizer... não combina, e sou completamente contra! Por isso não tenho! Sou contra o mediatismo que se criou envolta do FB. Por exemplo, participar em passatempos, clique em gosto na nossa pagina do facebbok, de seguida bla bla bla! Agora tudo gira a volta disso, são os programas de tv... É O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, enfim, acho completamente absurdo!

Mas é apenas a minha opinião...

Dear disse...

Concordo com isso!!!

Fazem-nos ficar envergonhados perante os amigos... e isso na idade deles é super importante!!!


Beijinhos
Dear

Alminhas disse...

Isso não são mães super-galinhas, mas sim mães muito castradoras:)
Enfim, é melhor nem tecer grandes comentários sobre o assunto...
Beijocas grandes Dina

estrela disse...

pronto mais uma bela razão para eu não ter facebook!
não sou nada de ir ver as coisas do miudo...confio
só quando houver provas em contrário é que desconfio!

Dom Rafa disse...

Minha prima tem a mãe e a avó no Facebook. Eu achava meio esquisito ver as eventuais reclamações dela. Seu post me fez mudar de opinião; vai ver as duas estão meio de "policiais" por ali...
=P

Lux disse...

Dina, não podia concordar mais...
É verdade que para os adolescentes é realmente uma vergonha passar por certas situações destas. se fosse comigo preferia nem ter facebook...
Por acaso hoje fiz um post que vem de encontro ao teu...

xoxo
Lux

Nany disse...

Com muito medo de cuspir para o alto, até porque os meus nem sabem o que é FB e já ter incumbido o pai e activar tudo o que é controle parental, já que ele é o entendido nestas coisas, concordo com esta opinião.
Eu tenho FB apenas e só para ter contacto com alguns amigos que doutra forma não teria, e diga-se de passagem continuo a enviar-lhes mails e sms mais que flar com eles no chat mas ok.
A privacidade dos miudos onde está? A sua capacidade de exercerem o 6º sentido e dar-lhes responsabilidades? Claro que como mãe o meu coração fica em palpitações, em ânsias e repito eles nem sonham o que é isto da net. Dar-lhes valores, princípios, alertá-los, abrir-lhes os olhinhos e tudo mais sim, mas entrar na privacidade deles não, até porque depois onde fica a confiança?
E porque não em vez de colocar os likes, os comentários e agins no FB não falar com eles pessoalmente, em privado e olhos nos olhos, ou isso hoje em dia já não se faz?
Nany

Nany disse...

Com muito medo de cuspir para o alto, até porque os meus nem sabem o que é FB e já ter incumbido o pai e activar tudo o que é controle parental, já que ele é o entendido nestas coisas, concordo com esta opinião.
Eu tenho FB apenas e só para ter contacto com alguns amigos que doutra forma não teria, e diga-se de passagem continuo a enviar-lhes mails e sms mais que flar com eles no chat mas ok.
A privacidade dos miudos onde está? A sua capacidade de exercerem o 6º sentido e dar-lhes responsabilidades? Claro que como mãe o meu coração fica em palpitações, em ânsias e repito eles nem sonham o que é isto da net. Dar-lhes valores, princípios, alertá-los, abrir-lhes os olhinhos e tudo mais sim, mas entrar na privacidade deles não, até porque depois onde fica a confiança?
E porque não em vez de colocar os likes, os comentários e agins no FB não falar com eles pessoalmente, em privado e olhos nos olhos, ou isso hoje em dia já não se faz?
Nany

Só sedas disse...

Dina, eu com uma mãe dessas sufocava e duvido que essas crianças não lhes aconteça o mesmo. Uma coisa é proteger, corrigir, guiar, educar, estar atento ao que se passa no mundo deles outra é bisbilhotar tudo o que eles fazem e não dar espaço para crescerem. Graças a Deus cá em casa sempre foi tudo com conta peso e medida :)

Bom fim de semana (chuvoso) e já pus lá no blogue a receita da tarte de pêra que me pediste no fim de semana passado.


Beijinho!

aprendereorganizar disse...

Sou mãe Dina e concordo contigovigiar não deve nunca ser sinónimo de sufocar...Beijinhos