sexta-feira, 4 de junho de 2010

Ser diferente é ser genuíno!


Os meus pais sempre me educaram para aceitar as diferenças, desde pequena. Ensinaram-me que temos que respeitar os outros pelo o que são, e por serem diferentes ou por pensarem de maneira diferente, não quer dizer que sejam menos do que eu. Sempre ouvi «não segues os outros. Mantém-te igual a ti mesma. Defende a tua personalidade, não é preciso ser igual a toda a gente. Mas é essa mistura de personalidades que faz o mundo tão rico. Assume o que és e o que pensas mas deixa livre os outros para eles também serem eles próprios.»

Tornei-me adulta e continuo a respeitar o outro. Penso que só quem tem dúvidas sobre o seu próprio «eu» ou tenha uma baixa auto-estima é que consegue desrespeitar o outro por este ser diferente. Eu sou católica, mas estarei eu mais certa do que um muçulmano? Eu sou sentimentalista, mas as pessoas que conseguem reagir de forma mais racional não são piores pessoas do que eu! Eu tenho uma estatura mais magra, mas serei mais bonita do que uma mulher que veste um 44? Eu sou hetero, mas porquê gozar com homos! Não podemos conviver pacificamente? Odeio gentinha que se assume como dono da verdade do mundo, odeio generalizações baratas.

Vamos aprender com os outros, descobrir novas maneiras de pensar, vamos tornar-nos seres humanos mais ricos. Vamos respeitar os outros, sim? pelo que são, pelo que pensam. Vamos ser mais felizes e deixar os outros sê-lo também... Porque há olhares, gestos e palavras mesquinhas que podem prejudicar tanto...

8 comentários:

Miss Kitty disse...

Não podia concordar mais... ;)

**

Scarlet_Perry disse...

Adorei este teu post!
Deviamos ser mais a pensar assim e o mundo seria um sitio bem melhor! :D

Angel in the dark disse...

Subscrevo as tuas palavras

Angel

Fios de Vida disse...

Sim, concordo inteiramente com o que dizes. Se pensassemos todos assim não haveria tantos desentendimentos e faltas de tolerância! Beijinhos

Patife disse...

A teoria é uma coisa fantástica...

FTD disse...

Concordo a 100% :)

Dina disse...

Patife: está ao alcance de cada um tornar a teoria em prática ;) Mas quem convive diariamente comigo sabe como faço disso a minha maneira de estar com os outros! Claro que não sou perfeita...

MAG disse...

Concordo plenamente, somos todos feitos da mesma matéria, todos iguais de carne e osso, o resto não importa. Bjs