sexta-feira, 22 de maio de 2009

As aparências iludem

Ontem. Estação da CP no Arreiro. Entro no comboio e vejo 3 lugares vazios juntos de um senhor gordo e assim para o sujo. Estava com poeira nas calças, comum em qualquer senhor que trabalhe na construção, por exemplo. Sentei-me. Ninguém mais se sentou ali. Houve mesmo uma senhora toda xpto que se ia sentar (já se estava a sentar-se mesmo), olhou para o lado e foi sentar-se noutro lado. Comecei o meu livro sem problema nenhum...

Depois no Oriente sentou-se ao nosso lado um senhor de 30 e poucos anos, camisa, calça fina, mala de pele e sapatos de marca. E não é que o senhor cheirava mal, mas mesmo mal. Não era uma brisa de suor, era mesmo um cheiro a peixe estragado. Nojento. Levantei-me duas estações antes, já não aguentava. Não será discriminação: um homem de trabalho pesado que estava poeirento e de mãos sujas, ninguém se sentou ao pé dele mas o homem não cheirava a nada. E vem o senhor executivo que não devia ver água e sabão há mais de um mês, mas esse já parece ser para as pessoas um bom «vizinho de comboio». As pessoas são tão fúteis.


Aproveito para fazer um apelo aos senhores e senhoras deste país. Água e sabão, pelo menos uma vez por dia, obrigada. E desenganem-se: desodorizante ou perfume por cima de suor não camufla: torna o cheio ainda pior. O verão chegou e com eles estes cheiros nauseabundos nos transportes públicos... Será que estamos a ser atacados por um vírus que destroi o olfacto das pessoas?

9 comentários:

Verinha disse...

Eu também apanho o comboio na mesma estação que tu! lol mas eu apanho o da Fertagus! Se calhar até já nos cruzámos lol

Conheço uma pessoa que anda sempre com desodorizante na mala e quando as pessoas cheiram mal ela começava a pulvorizar as pessoas!!! lol Nem sei como é que nunca se saiu mal!

Há pessoas realmente que cheiram muito mal e como já estão tão habituadas ao cheiro já nem notam.
Eu basta esquecer-me de pôr desodorizante que passo o dia a bater mal a achar que cheiro mal, apesar de eu ser uma pessoa que não sôu nada de nada!

Dina disse...

Lol só de imaginar alguém a pulverizar pessoas com desodorizante no meio da rua, estou partida a rir! Nesta cidade, não sei como nunca levou de ninguém!!

Se calhar já nos cruzamos muitas vezes! Eu apanho a linha do Norte. de manhã estou lá por volta das 8h45 e a tarde entre as 17h50/18h10!

Eu tb tenho neura. Por acaso não sou pessoa de transpirar muito mas se não puser desodorizante ou não puder tomar banho de manhã (ou porque tomei banho a noite ou porque o meu esquentador dá o pifo - o que acontece algumas vezes ultimamente), passo o dia todo com um mal-estar...

formiga disse...

Ha pessoas muito preconceituosas ainda. Eu quando vou a escola apanho o mesmo combio que tu. So que depois troco no oriente porque ainda tenho mais umas quantas estações pela frente.

Tambem não passo sem um banhinho...e desodorizantezinho sempre dentro da mala, embora não seja de transpirar muito, mas nunca se sabe!!!
Mas para uso proprio nao é para andar a espalhar pelos outros

Saltos Altos Vermelhos disse...

Realmente esses engravatados às vezes são os piores :P Bom fim de semana!

kuka disse...

lol,o virus da porcalhice.

anaaaatchim! disse...

Eh pa, tens que arranjar um daqueles creminhos que se vê os tipos das autospias a porem nos filmes... assim os cheiros dos outros não te chegam =D =D
(mas lá que há muitos porcaçhões, lá isso há...)

Elisabete disse...

Ihhh...boa sorte!
Transportes públicos nesta altura do ano não é tarefa nada fácil!
É realmente muito mau quando as pessoas julgam os outros apenas pela sua aparência e esta história comprova isso na perfeição!

Beijinho

Verinha disse...

Eu de manhã chego à estação entre as 09h15 e as 9h30 à tarde costumo apanhar o comboio que parte de lá ás 18h22.

Laidita disse...

São preconceitos :|