terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Desistir


Hoje acordei de rastos. Desfeita, sem forças, sem vontade de sorrir. Se há coisa que odeio é desistir. De não levar algo até ao fim. Sinto-me impotente. Sinto-me completamente desfeita. Mas não aguento. Sinto que toda a energia me foi sugada, que estou vazia por dentro. Sinto-me perdida, sem saber em que direcção olhar. Não sei o que fazer, mas sei que vou ter de decidir. Agora. Não posso adiar mais certas decisões. Por mais que custem, por mais que me destroem. Porque sei que ninguém me vai facilitar nada. Sei que a minha vida vai ser mais difícil. Mas eu preciso de paz. Preciso de chegar a casa e ter ali um refúgio. Estou farta de chorar e ser infeliz. Sinto que falhei ao meu filho. Mas estou sem forças para continuar a ser um fantoche. Tenho medo da mudança, mas sei que por vezes um acontecimento mau, é o melhor que nos pode acontecer a longo prazo. Já sobrevivi a pior. E mais uma vez sinto que se tivesse o meu pai tudo seria mais fácil: esse colo incondicional faz-me tanta falta. 

14 comentários:

J* disse...

Espero sinceramente que tudo se resolva da melhor forma! Muita força!
https://jusajublog.blogspot.pt/

Patife disse...

Muitas vezes, "desistir" é sinónimo de avançar. E é coisa para temerários e corajosos. ;)

Agridoce disse...

Decisões dessas nunca são fáceis... Almoçamos um dia destes? Também pode ser pequeno-almoço ou lanche, o que for mais fácil para ti. Um grande beijinho e um abraço!

Mel disse...

=(
penso saber o que sentes... parece que já o vivi...
O que posso fazer por ti?!
neste momento só me ocorre pedir que Deus te dê sabedoria e paz e conforto ao teu coração! e torcer que tudo corra bem, seja lá ele qual for!
alguma coisa estou aqui!!abraço apertado! ♥

Lady Cat disse...

Deixo um beijinho grande Dina neste dia menos bom!

Embora custe, desistir nem sempre é a pior opção. É apenas uma, tão válida como outra qualquer...

paula martins disse...

Força Dina, eu também estou a passar pelo mesmo mas os filhos dão-nos força e todo o colo do mundo. Coragem querida!!!

Gelatina de morango disse...

Querida Dina, nem sempre desistir significa fraqueza, antes pelo contrário. Principalmente se essa desistência te deixar mais perto de voltares a ter vontade de sorrir.
Se quiseres desabafar ao vivo e a cores estou aqui (tanto quanto me parece até estamos perto uma da outra durante a semana).
Abracinho apertado!

Elisabete disse...

Força Dina! Há dias assim, em que parece que tudo nos falha. Mas acredito que esses dias de alguma forma nos ajudam a crescer. Tenho que acreditar nisso.
Beijinhos e coragem

Dina disse...

Agridoce: Vamos marcar, sim. obrigada pelo carinho

Dina disse...

Gelatina: obrigada pelo carinho querida. É bom sentir esta atenção. Trabalhas na zona da Baixa? beijinhos

Dina disse...

Obrigada a todas pelo carinho e pelas palavras amigas. Beijinhos grandes

Gelatina de morango disse...

Trabalho sim, lá perto 😘

Cynthia disse...

Não sei o que se passa contigo, mas um beijinho de força e que tudo corra pelo melhor :*

L das Horas disse...

Dina, atenta ali no comentário do Patife. Concordo com ele a 100%.
Também eu me senti assim no final do ano passado. Sabia que a mudança iria ser difícil a vários níveis (social, familiar, económico...) mas olha, tinha que ser tomada uma decisão e assim foi. Com todas as adversidades diárias, tenho-me sentido muito mais feliz e aliviada! Um beijo e que tenhas sabedoria e coragem