sexta-feira, 27 de maio de 2016

Os bebés de Auschwitz



Adoro livros históricos, mas nem toda a gente tem mestria para escrever este género literário de forma cativante, com dados históricos, sem se tornar enfadonho. Quando vi que a autora é biógrafa, mais receio tive. Mas a Wendy Holden superou-se. A leitura é fluída. E traz outro aspecto interessante: normalmente os livros que se dedicam ao Holocausto, apenas nos falam do período passado no campo de concentração. Neste caso, conhecemos a vida de 3 mulheres - Priska, Raquel e Anka - desde a sua infância, passando por guetos, campos de concentrações, a libertação, o regresso a casa e a vida depois do campo. E dá-nos uma perspectiva totalmente diferente, mais humana, mais lúdica. Conta-nos como estas 3 mulheres engravidaram e conseguiram ter um filho naquele cenário de horror. E como um bebé com 1,5 quilos conseguiu sobreviver nascendo em condições extremas de subnutrição, doença, sujidade, etc. São verdadeiros milagres. O percurso destas 3 mulheres coincidiu mas elas não sabiam da existência umas das outras. O livro mostra-nos todos os lados do horror: a ignorância, a maldade, mas também a entreajuda, o amor, a esperança. 

8 comentários:

Mary disse...

Adorei ler esse livro, foi muito emocionante conhecer a histórias destas três mulheres.

Agridoce disse...

Estou ainda mais curiosa para ler :)

Coquinhas disse...

Quero muito ler esse livro...

Rititi disse...

Ai tenho de ler!

krasiva disse...

Parece super interessante... ;)

Saltos Altos Vermelhos disse...

Vou por na lista :)

*Bárbara* disse...

Ando a tentar não comprar livros enquanto não ler uma boa parte dos que ainda tenho para ler lá por casa, mas este vai para a minha listinha das próximas aquisições

O Diário de Pi disse...

Deve ser bastante interessante!! A colocar na lista das próximas leituras ��